Planejamento Estratégico, é complicado fazer ?

Planejamento Estratégico, é complicado fazer ?

Planejamento Estratégico, é complicado fazer ?

O planejamento estratégico é uma ferramenta imprescindível para quem está disposto a alcançar um objetivo concreto. Pode-se até chegar a algum “objetivo” sem fazer planejamento nenhum, mas com ele é possível se auto-avaliar, desenhar cenários, necessidades, prever etapas e dar o primeiro passo com mais segurança e objetividade.

Você pode pensar que fazer um planejamento estratégico é algo complexo, cheio de técnicas e teorias mirabolantes, mas acredite, não é bem assim! Vou tentar exemplificar a aplicação de um planejamento estratégico não em uma empresa, mas na vida pessoal, usando como exemplo, uma pessoa que hoje tem uma vida sedentária e que está querendo participar de uma corrida de rua de 5 Km.

Primeiro passo é definir a MISSÃO desta pessoa, por qual motivo ela tomou essa iniciativa, o que vai mover as ações dela, quais seus propósitos (Ex: Ter uma vida saudável, sem sedentarismo e com disposição para viver e estar bem.)

Depois, vamos definir a VISÃO, a frase que vai impulsionar ela a chegar onde ela quer. (Ex: Sair do sedentarismo, tornando-se um corredor de rua, alcançando os primeiros cinco quilômetros em um ano, com saúde e alegria).

Na sequência vem o momento de fazer a análise de quais são os pontos fortes(Ex: Determinação, capacidade física e flexibilidade de horários), os pontos fracos(Sedentarismo, sobrepeso e falta de materiais) da pessoa. E analisar as oportunidades (ex: Participar de provas, receber premiações, e ampliar a rede de contatos) e as ameaças (Não ter local apropriado para treino, intempéries) externas que podem interferir no alcance do objetivo.

O próximo passo é planejar as ações que irão diminuir ou minimizar seus pontos fracos e as ameaças e também definir as ações para alcançar seu objetivo maior, a sua missão. Divida tudo, passo a passo, em pequenas ações, coloque em ordem de prioridade, trace metas simples e alcançáveis, numéricas e claro, indicadores de desempenho, para controlar e saber se você está cumprindo a risca o plano.

Digamos que depois de tudo fique mais ou menos assim: Compra os materiais necessários para a prática, escolhe um local bom, de pista boa e uma academia para os dias de chuva. Começa a prática de caminhadas diárias, de 30 minutos, evoluindo de semana a semana, na distância e na velocidade, até que em 30 dias, seja feito o primeiro trote, evoluindo semana a semana, na distância e na velocidade, até que em 60 dias, se inicie as corridas. Tudo isso, sendo anotado, dia a dia, distância e tempo, para acompanhar a evolução e o cumprimento das metas.

Acompanhe os indicadores, o cumprimento do cronograma de datas e horários estabelecidos, veja se as metas e as etapas estão sendo cumpridas e saiba que o planejamento estratégico não é algo definitivo e não é imutável. Você pode fazer ajustes se necessário, desde que saiba onde quer chegar e o tempo que vai levar para chegar.

Viu como não é tão complicado! E por que não aplicar isso na empresa para realizar um trabalho, uma tarefa, algo que está travado, mas que precisa ser feito, pois a ausência de ação está prejudicando o desempenho, ou então para implantar uma ideia, um novo negócio, enfim, a aplicabilidade é infinita e altamente útil. Um bom PE pra você!



Posts mais vistos

shares